quinta-feira, 22 de julho de 2010

Gospel No Divã Avalia CD Glória . ( Uma Vida envonta na Glória)

Uma vida envolta na glória

Fonte : GOSPEL NO DIVÃ

Com uma carreira começada em 1992 com o LP Feliz de vez, Fernanda Brum se tornou uma das cantoras gospel mais significativas no mercado fonográfico. Com vários prêmios ao longo da carreira, a cantora é referência para a atual geração de adoradores que tem se levantado sobre a Terra para cumprir o ide do Mestre. Ao longo desse tempo, a também pastora, esposa de Emerson Pinheiro e mãe de Isaac e Laura sempre surpreende a cada trabalho e o mesmo pode-se dizer doCD Glória, muito aguardado pelos admiradores da cantora.

Olhando o CD é impossível não voltar no começo da carreira de Fernanda. Afinal de contas, o nome do álbum remete ao seu primeiro sucesso de 1995 com Meu bem maior – a canção A Tua Glória. A arte da capa, que traz fotos do tempo de gravidez feitas por Sérgio Menezes e uma com Laura já nascida feita por Ronaldo Rufino, nos faz lembrar do CD Sonhos de 1997 que também tinha margaridas no encarte e a cantora trajando uma roupa branca.

Produzido por Emerson Pinheiro, o CD traz 15 faixas que seguem a temática proposta pelo título. Abrindo o repertório, A Tua Glória faz (Emerson Pinheiro) começa ao som do teclado e vai ganhando adição dos outros instrumentos após um minuto com destaques para o violão de Duda Andrade e as cordas (algo muito explorado no trabalho) orquestradas por Tutuca Borba. A faixa conta com a participação do Coral RenovaSoul que ganhou notoriedade no meio gospel após participaram do CD Com muito louvor de Cassiane nas faixasOferta agradável a Ti e Tudo novo.

Os arranjos da abertura de Canta minh’alma (Fernanda Brum, Emerson Pinheiro e Livingsthon Farias) possuem um tom magistral com as cordas de Tutuca e a marcação feita pelo bateristaLeonardo Reis. O vocal formado por Jairo Bonfim, Jane Magalhães, Fael Magalhães e Josy Bonfim é uma das excelentes surpresas da faixa e do CD em geral – “Canta minh’alma solta o teu grito / Corre até o céu no sobrenatural / Em meio aos anjos / Além do infinito / Invade o coração de Deus”.

Seguindo o estilo das canções Espírito Santo (CD Quebrantado coração, 2002) e Vem me consolar (CD Apenas um toque, 2004), Fernanda volta a prestar uma homenagem ao Espírito Santo assinando sozinha a faixaVem sobre mim com destaque para o violão de Duda. As ministrações da cantora, é claro, não poderiam faltar no álbum e dessa vez vieram escritas no encarte – “A Tua verdade me governará / Não mais mentiras / Não mais o inferno / Mas eu sou / O que a Bíblia diz que eu sou”.

Conforme Emerson já havia anunciado, parte do CD seria gravada na Bahia e a primeira mostra dessa novidade está em Eu quero ir além (Emerson Pinheiro, Fernanda Brum e Livingsthon Farias) que faz a gente se ver no próprio Pelourinho devido à ótima musicalidade baiana da faixa que contou com a participação dos percussionistas Cara de Cobra e Macarrão no Estúdio WR Salvador. A canção é um clamor, um pedido, um grito da alma por mais de Deus e o desejo de ir além – “Livra-me do peso da minh’alma / Dá-me Tuas asas / Livra-me dos medos da minh’alma / Dá-me Tuas asas / Eu quero ir além / Leva-me em Tuas asas / Que eu vou”.

“Muitos não entendiam / A razão de eu insistir assim / É porque eu sentia que Deus de mim cuidava / E em mim gerava um sonho bom / Bem maior”. Esses versos são de Enquanto eu chorava(Fernanda Brum, Emerson Pinheiro e Livingsthon Farias) que lembra um pouco o tema de outra composição de Emerson – Quando eu chorar – gravada por Bruna Karla e Larissa K. A faixa começa apenas ao som do teclado e das cordas, mas ganha força no refrão com a bateria e a guitarra.

O estilo pop de Fernanda aparece em A Glória do Pai (Fernanda Brum, Emerson Pinheiro e Livingsthon Farias) e conta com a participação de Jairo Bonfim, responsável pela produção de voz do álbum. A dupla trabalha muito bem as firulas e tem grande chances de cair no gosto do público jovem assim como Máscaras (Fernanda Brum) com arranjos bem programados e com foco emIsaías 43.13. A letra da canção é bem forte – “Trevas e grilhões / Me lançaram em prisões / Destilando todo esse veneno, medo e pavor / Deus se levantou com a força de um leão / Destruindo todo esse veneno, medo e pavor / Quem impedirá agindo Deus? / Quem impedirá?”.

Emerson também anunciou que haveria uma canção de protesto no CD e Livingsthon Farias assina Pavão Pavãozinho que é um verdadeiro clamor por justiça e também foi gravada na Bahia com uma ministração forte onde Fernanda convida a igreja a ir às ruas e gritar ‘Acorda, Brasil!’. Os 37 segundos finais serviram para que os percussionistas Cara de Cobra e Macarrão mostrassem seu talento ao lado do guitarrista Duda Andrade “É, é hora do senado acordar / É hora desse povo sacudir / É hora da bondade dominar / É, é hora de crer mais nos tribunais / De exorcizar o mofo das prisões / De ver nosso velhinhos a cantar”.

Alda Célia que assinou dois grandes sucessos do ministério de Fernanda – Vaso de alabastro (CD Quebrantado coração, 2002) e Em Tua presença (CD Apenas um toque, 2004) – retoma a parceria em A visão da glória, baseada na passagem de Isaías 6 e o vocal formado dessa vez por Jairo Bonfim, Josy Bonfim, Lilian Azevedo e Adiel Ferr contou com a produção da própria cantora que traz uma bela ministração baseada no Salmo 24. Outra cantora que faz parte da vida de Fernanda há muito tempo é Ludmila Ferber que teve uma música no repertório deO que diz meu coração (1999) Mulher de Samaria – e assinou também Dá-me filhos no álbum Apenas um toque (2004) e convidou Fernanda para gravar a faixa Os sonhos voltaramno CD A esperança vive (2009). Depois de gravar Alta madrugada no DVD Cura-me (2009), o dueto é refeito em Meu melhor amigo (Fernanda Brum e Emerson Pinheiro), cantada apenas ao som do violão e sem a participação do back. As duas realmente provaram que suas vozes têm um encaixe perfeito.

Apesar de não estar na anterior, o back volta com toda força junto com o Coral RenovaSoul em No sangue e no fogo (Fernanda Brum e Livingsthon Farias) com forte pontuação do compasso feita pela bateria – “Ziguezagueando levado pelo vento / Envolto em shekinah eu vou, eu vou / Acima das estrelas / E tantos principados / Vou ziguezagueando pelo ar”.

Se no CD Quebrantado coração, Fernanda Brum declarou que Ninguém vai me deter, dessa vez ela declara que Ninguém vai me segurar (Fernanda Brum e Emerson Pinheiro) com o estilo pop conhecido da cantora – “Você falou, me prometeu / Eu acredito em tudo / Me convenceu que Tua mão / É tudo que eu preciso / Meu maior desafio é vencer o medo / Atravessar a corda bamba / Dos meus pensamentos”.Serpentes no deserto (Fernanda Brum) tem uma sonoridade que lembra aquelas histórias passadas no Oriente, principalmente com a percussão de Leonardo Reis e o cello tocado por Iura Ranevsky e Tutuca Borba.

Um dia desses (Fernanda Brum, Emerson Pinheiro e Livingsthon Farias) é acompanhada apenas por piano e cordas sem o back-vocal conferindo uma atmosfera densa que parece trilha daqueles filmes antigos dos anos 60 e 70. Encerrando muito bem o CD temos um bônus com o Coral RenovaSoul interpretando o refrão de A Glória do Pai. Lembrando que ao adquirir este trabalho, você ajuda a Associação de Apoio a Mulheres numa Gravidez Indesejada – AMGI, uma instituição que auxilia e apoia mulheres em dificuldade através de psicólogos, médicos e conselheiros oferecendo gratuitamente teste de gravidez, acompanhamento espiritual e psicológico, encaminhamento para pré-natal, enxoval e cursos artesanais. Para saber mais acesse: www.amgi.org.br.
Olá! Se você ainda não assinou, assine nosso RSS feed e receba nossas atualizações por email, ou siga nos no Twitter.
Nome: Email:

0 comentários:

Postar um comentário

2leep.com
Blog Fernanda Brum News. Tecnologia do Blogger.