domingo, 27 de novembro de 2011

Entrevista com Fernanda Brum Confira :


1. Como se deu o início do seu Ministério?

FERNANDA BRUM: quando eu aceitei Jesus aos 16 anos de idade eu abri mão de toda a minha atividade artística de teatro e música secular. Então eu voltei a utilizar o violão e a música pra pregar. Primeiro eu fui pregadora e depois utilizei a música como canal de comunicação. Meu ministério começou assim, nos cultos nos lares, no condomínio que eu morava e na igreja que eu fazia parte, onde fui ensinada durante quatro anos, que foi a Comunidade da Vila da Penha.

2. Sabemos que o Espírito Santo nos dá a inspiração para compor. Quais os
momentos e como nascem as suas composições?

FERNANDA BRUM: Existem várias maneiras para essas composições nascerem. Normalmente a gente se retira para compor quando percebe que vem a época de fazer um novo CD. Tem canções que nascem em momentos específicos de uma palavra que foi ministrada, de uma situação difícil, ou de um momento em que eu tive que clamar. Não existe uma regra pra compor. A regra das regras é estar sempre aberta ao Espírito Santo de Deus. No momento que Deus sopra o que Ele quer dizer a Sua nação.

3. Qual foi a fase mais difícil do seu Ministério?

FERNANDA BRUM: Eu tive muitas fases difíceis no ministério e não tem como dizer qual foi a mais difícil. A mais recente talvez tenha sido a época do CD Cura-me, quando eu tive que reestruturar toda a equipe do Profetizando às Nações e ouvir a revelação para o ministério local e ministério profético da estrada, que é o Profetizando. Quando eu mudei de igreja também, que eu vim para a Barra da Tijuca por uma direção do Espírito Santo, fiquei mais de um ano sentida porque eu saí de uma igreja que tinha um trabalho com um pessoas mais simples, nas comunidades, e vim pastorear num lugar onde as pessoas têm um poder aquisitivo maior. E foi um choque cultural pra mim! Hoje eu entendo que Deus queria fazer essa transição comigo e queria me espalhar, não só na igreja local em que estou, mas nas comunidades no Brasil inteiro, que sempre foram a minha paixão. Tenho recebido um apoio muito grande da igreja local e conseguido alcançar as comunidades de maneira mais ampla através do Profetizando às Nações.

4. Você tem algum sonho ministerial que ainda não foi realizado? Qual?

5. Em algum momento de sua carreira Ministerial você permitiu a "fama"
atrapalhar de alguma forma o seu Ministério?

FERNANDA BRUM: Sim, já fui muito equivocada com relação à fama várias vezes, mas o Espírito Santo nos puxa de volta. A fama não é inimiga do ministro do evangelho, a fama também andava com Jesus. Nós temos que entender que o evangelho utiliza a fama, e não o contrário. Quando você deixa a fama utilizar o evangelho, as coisas mudam de lugar e a gente começa a achar que não é por causa de Jesus, e sim por nossa causa que tudo está acontecendo. O pé no chão, ter amigos, conselheiros, ministério sério, raízes profundas numa igreja local te defende bem da fama. Isso é importante.

6. No site Profetizando às Nações você postou o seguinte: "Nós devemos ser
GENTE e CRENTE. Porque tem CRENTE que não é GENTE, como também tem GENTE que não é CRENTE. E que `antes de ser CRENTE eu sou GENTE´". O que desencadeou
essa afirmação?

FERNANDA BRUM: Eu fiz essa afirmação quando percebi que as pessoas confundiam ministério e vida pessoal, achando que os ministros do evangelho e os pastores, principalmente os famosos, não eram normais, não tinham fraquezas. E eu tenho tentado desconstruir isso desde que percebi que as pessoas tinha ideia errada ao meu respeito. O Espaço Curiosidades (do site www.profetizandoasnacoes.com.br) tem esse objetivo, de desconstruir o mito. As pessoas projetam no ministro do evangelho, no cantor, no artista, um ser que não erra nunca, que não tem sentimentos, não fica cansado, doente, não se equivoca. Jesus foi 100% homem e 100% Deus. Ele não tinha crise de identidade. Quando tinha fome, comia; com sono, dormia, mesmo sendo Deus. Imaginem nós, que não somos Deus, mas somos crente! Eu tenho uma nova agora: 'Unção Mata'. Porque a unção te capacita para uma obra que não é natural. Se você não para pra dormir, pra comer, até consegue ficar dias e viajar, e na hora de ministrar ficar a todo vapor, mas até debaixo da unção temos que
saber os nossos limites. É preciso estar com a família, com a igreja, comer, dormir. Então ser crente e ser gente é um objetivo de todo aquele nascido de novo. O nascido de novo tem que se parecer com Jesus. Ele é o meu grande exemplo pra ser gente e ser crente!

7. Atualmente existe uma grande especulação e uma grande expectativa
relacionada ao lançamento do seu livro autobiográfico. Já tem título e
previsão para o lançamento? Qual informação você pode dar ao
Acompanheodt.com?

FERNANDA BRUM: Eu posso adiantar que o livro está quase pronto, só falta o último capítulo, definitivamente. Eu ainda não lancei o livro porque não ouvi uma palavra direta de Deus. As pessoas estão cobrando e estou muito feliz com o livro. Tenho muita alegria em ver como a obra está sincera, intensa. Não foi feita por um *ghost writter,* se bem que eu não tenho nada contra, mas eu fiz questão de escrever. Tem muito erro que eu já corrigi, eu
não tinha essa prática de ser escritora, mas comecei a amar fazer isso. Achei maravilhoso! Tenho muito ciúme do livro e quero que ele saia no momento certo, no OK de Deus e bem corrigido pelas pessoas que trabalham comigo. A única coisa que falta para o livro sair é Ele dizer assim: AGORAAAAA! O livro já tem título, mas eu não vou dizer o nome ainda, porque
também estou aguardando a confirmação de Deus em relação a isso.

8. Além de cantora você também é Pastora na Igreja Batista Central da Barra
da Tijuca - RJ. Como é que você concilia a carreira Ministerial com o
Pastorado? Você tem tempo de consolidar as suas ovelhas?

FERNANDA BRUM: Sim, tenho tempo, um pouco menos do que gostaria, mas eu tenho uma pastora auxiliar - que foi minha pastora a vida inteira e hoje está me auxiliando, como é bonito isso - que é a pastora Solange Belo, que cuidou de mim durante mais de 10 anos. Eu confio que as minhas ovelhas estão muito bem cuidadas com ela na minha ausência. Porém eu separo períodos específicos para retiros espirituais, separo para estar com as minhas
ovelhas que eu cuido diretamente, que são algumas, não muitas. Mesmo estando ausente, nos comunicamos por telefone, e-mail todo tempo. E às quartas-feiras temos o culto das 'Mulheres de Ouro' e, em seguida, a Quarta Profética. Eu tenho as quartas e domingos para apascentar as minhas ovelhas. Nos outros dias a pastora Solange é minha auxiliar nisso.
Quanto a conciliar a vida de pastora e cantora eu vou separando por prioridades. Em alguns momentos eu tenho que estar mais com as mulheres, em outros eu tenho que viajar um pouco mais. Na maior parte do tempo a minha família está em primeiro lugar. O meu casamento e meus filhos hoje são prioridade pra mim. Em segundo vem o ministério local, em terceiro vem o ministério em viagens. Pode soar meio estranho pra quem está lendo, mas a
realidade é essa.

9. O que você diz às pessoas que chegam até você desacreditadas de que o
chamado de Deus na vida delas algum dia ainda vai se cumprir?



FERNANDA BRUM: Muitos, mas eu entendo que eu só vou realizar aqueles que têm a ver com a vontade de Deus. Nós sonhamos muita coisa, mas só compreendemos a vontade de Deus no final das contas. Um desses sonhos é ampliar o Profetizando às Nações, a área de TV, aumentar o nosso estúdio, melhorar. Temos uma estrutura boa hoje, mas queremos ir além. Outro grande sonho é ter a sede do Profetizando, estamos orando e pedindo a Deus que nos dê a estratégia para adquiri-la. Gravar em inglês é o próximo passo, porque queremos alcançar não só os países de língua inglesa, mas a África, que fala mais o inglês do que o português. Na nossa língua temos alcançado uma parte da África, mas têm outras áreas que ainda não, e eu acho que através do CD em inglês várias nações vão ser alcançadas porque muita gente no planeta fala inglês e a mensagem vai ser otimizada através desse idioma.
Olá! Se você ainda não assinou, assine nosso RSS feed e receba nossas atualizações por email, ou siga nos no Twitter.
Nome: Email:

1 comentários:

Anônimo disse... at quinta-feira, dezembro 01, 2011

Leticia (SP)Achei interessante essa entrevista com a Fernanda Brum, ela é um exemplo para muitas pessoas que Deus possa continuar usando ela de uma forma sobrenatural.É lindo esse trabalho que ela faz de ajudar outras pessoas.

Postar um comentário

2leep.com
Blog Fernanda Brum News. Tecnologia do Blogger.